Fobias

As fobias são medos irracionais. Quando temos uma fobia ficamos ansiosos e com medo perante situações e objectos muito específicos, como por exemplo, aranhas, alturas, espaços cheios de pessoas ou aviões.

O medo é um sentimento normal e positivo perante situações em que existe uma ameaça real. Por exemplo, se estivermos a ser atacados numa situação de assalto o medo vai ajudar-nos a reagir. O medo só se torna uma fobia quando nos sentimos ameaçados, de modo exagerado ou irrealista, perante uma situação ou objecto que não representa uma ameaça. Sabemos que não há razão para tanto medo, mas mesmo assim não conseguimos evitar. Por exemplo, mesmo sabendo que as aranhas não são venenosas e não nos vão morder, isso não reduz a nossa ansiedade.

Quando temos uma fobia podemos dar-nos a muito trabalho para evitar as situações ou os objectos que nos obrigariam a confrontar o nosso medo. Sempre que somos confrontados com essas situações ou objectos ficamos muito ansiosos e podemos até ter um ataque de pânico.

Existem muitos tipos de fobias, desde as mais simples – por exemplo, fobia de cobras, do escuro, de voar, de ir ao dentista ou de ver sangue – às mais complexas – por exemplo, fobia social (sentir-se ansioso na presença de outras pessoas, com medo de ser criticado ou de fazer alguma coisa embaraçosa) ou agorafobia (medo de estar em espaços abertos ou em situações das quais seja difícil escapar ou sejam embaraçosas, por exemplo, ir a um Centro Comercial, viajar de autocarro ou mesmo sair de casa).

As fobias são comuns e podemos sentir que as nossas não são perturbadoras o suficiente para afectar a nossa vida. No entanto, se evitar o objecto/actividade/situação que despoleta a sua fobia interfere com a sua vida quotidiana ou o impede de fazer coisas que deseja (por exemplo, deixar de sair com os amigos, deixar de viajar ou evitar determinados locais), saiba que existem tratamentos eficazes, procure ajuda.

680 leitores