Suicídio

Quando vivemos muitas perdas, nos sentimos um fracasso, sobrecarregados por problemas económicos ou familiares, ou mesmo sem sabermos bem porquê, podemos ficar presos na nossa dor e acreditar que não existem soluções para os nossos problemas. Sentimo-nos impotentes para mudar a nossa vida e a ideia de morrer, de suicídio, dá-nos a ilusão de algum conforto e controlo sobre a situação.

Os pensamentos e sentimentos suicidas podem ser aterrorizantes. Quando já não conseguimos ver nenhum propósito ou sentido em continuarmos a viver, os nossos sentimentos podem parecer insuportáveis. Podemos odiar-nos e acreditar que somos inúteis, que não fazemos falta a ninguém e que ninguém gosta e se importa realmente connosco. Podemos sentir raiva, vergonha e culpa.

Muitas vezes isolamo-nos dos outros e é difícil partilhar com a família e os amigos o quão mal nos sentimos. Às vezes nem para nós próprios é assim tão claro que queremos morrer. Podemos sentir-nos indiferentes, confusos ou ter a esperança que alguém nos compreende e nos ajude. Nem sempre pensar sobre suicídio significa que queremos realmente morrer. Muitas pessoas pensam sobre suicídio e a maior parte delas não leva esses pensamentos até ao fim e se mata.

Muitas pessoas experienciam vontade de se suicidar e pensamentos suicidas como parte de um problema de saúde mental ou quando experienciam problemas de saúde física graves e dolorosos. No entanto, existem profissionais de saúde que nos podem ajudar a dar sentido aos nossos sentimentos e a resolver os nossos problemas. Se tem vontade de morrer ou pensa em suicidar-se, procure ajuda.

672 leitores