Alexitimia: um déficit cognitivo e emocional

Muito me satisfaz partilhar a publicação do livro “Current Developments in Alexithymia* – A Cognitive and Affective Deficit”, editado numa parceria com os maravilhosos Professores Bob Bermond (Universidade de Amesterdão) e Peter Paul Moormann (Universidade de Leiden); uma sinergia entre Portugal e Holanda.
Espero que gostem
Poderão ver a descrição do livro, e os conteúdos, aqui:
https://www.novapublishers.com/catalog/product_info.php?products_id=64140

‘Deus quer, o homem sonha, a obra nasce’ (Fernando Pessoa)

*palavra de origem grega (a = falta de, sem; lexis = palavra; timia = emoção ou ânimo), que designa a falta de palavras para descrever as emoções. Afetivamente, conduz a uma grande dificuldade em reconhecer, descrever e discriminar sentimentos e emoções. Cognitivamente, há um estilo de pensamento muito particular, virado para o concreto e para o exterior e relacionalmente, há relações úteis, pragmáticas e superficiais. Existe uma incapacidade em perceber o outro com uma individualidade própria, os seus sentimentos, havendo portanto uma reduzida empatia e compreensão.